Carregando...

Notícias

SBAIT faz campanha contra uso de bebida alcoólica no Carnaval

Objetivo é alertar a sociedade sobre o consumo do álcool, que pode causar ocorrências de trânsito e violência interpessoal

 

A SBAIT (Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado) está lançando uma campanha de conscientização sobre o consumo de bebidas alcoólicas no Carnaval. O objetivo é alertar a população sobre dois grandes problemas comuns nos prontos-socorros durante os dias de folia: ocorrências de trânsito e violência interpessoal. A campanha, com o tema “Curta o Carnaval com consciência”, será veiculada nas redes sociais em todo o País.

“Apesar de não haver números nacionais sobre os atendimentos nos hospitais durante o Carnaval, nós percebemos que, neste período, as instituições registram um aumento do número de vítimas de ocorrências de trânsito e de violência interpessoal. Em grande parte, esta situação é agravada pelo consumo de bebida alcoólica”, diz o presidente da SBAIT, José Mauro da Silva Rodrigues, que também é cirurgião do Trauma.

Rodrigues explica que há um consenso de que 100% dos casos de trauma poderiam ser evitados com prevenção, daí a importância de conscientizar a população. “Em uma ocorrência de trânsito, por exemplo, sempre há um fator de imprudência: distração, uso do celular, más condições da estrada, falta de manutenção do veículo. Se pararmos para pensar, muitas mortes seriam evitadas simplesmente com a conscientização das pessoas”, destaca. “Cada um precisa saber que seus atos tem consequências”, completa o presidente da SBAIT.

Dados da Polícia Rodoviária Federal apontam que, em 2016, foram flagrados 1.347 condutores embriagados durante o feriado de Carnaval. Em 2017, foram 2019, um aumento de 49,8%. O número de pessoas presas, no mesmo período, por dirigir após consumir álcool, saltou de 162 (2016) para 204 (2017), um aumento de 25,9%.

Ainda segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, em 2016, foram registradas 1.696 ocorrências de trânsito no carnaval. No ano anterior, foram 1791, uma queda de 5,3%. No entanto, o número de mortes subiu de 113, em 2016, para 140, em 2017, um aumento 23,9%.

“Queremos que as pessoas olhem nossa campanha e façam a parte delas. Como estão sempre conectadas ao celular, esperamos atingi-las em vários momentos, antes e durante o feriado. Há uma cultura de associar o carnaval ao consumo de bebidas alcoólicas, mas este consumo deve ser feito com moderação, sem colocar a sua ou a vida dos outros em risco. Portanto, independentemente da quantidade de bebida ingerida, jamais deve assumir a direção de um veículo”, destaca Rodrigues.

Como é difícil generalizar o tempo que o organismo leva para metabolizar o álcool, já que isso varia conforme o sexo, peso, se a pessoa bebeu com o estômago vazio, etc, o indicado é que ela só dirija 12 horas após o consumo.

“O álcool deixa a pessoa mais sonolenta, afeta a coordenação motora e reduz os reflexos. Todos esses fatores influenciam diretamente na hora de dirigir. Eleja o motorista da rodada. Quem for responsável pela direção não deve ingerir bebida alcoólica. Não é apenas uma questão de ser multado. É uma questão de vida ou morte”, reforça o presidente da SBAIT.

A campanha será veiculada nas redes sociais entre a sexta-feira de carnaval e a quarta-feira de cinzas. No total, são três peças, com os temas: A Alegria é sua Responsabilidade e Violência e Álcool – não desafie essa mistura.

Sobre a SBAIT

A SBAIT é uma sociedade nacional, que reúne cirurgiões do Trauma de todas as regiões do País. Trauma é todo ferimento causado por fatores externos, como violência, ocorrências de trânsito, ocorrências domésticas, etc.

Informações à Imprensa

Capovilla Comunicação

Patrícia Capovilla

(19) 99284-1970

SBAIT faz campanha contra uso de bebida alcoólica no Carnaval
SBAIT faz campanha contra uso de bebida alcoólica no CarnavalSBAIT faz campanha contra uso de bebida alcoólica no Carnaval

Associe-se à SBAIT

Seja um membro e venha atuar na conscientização da Doença Trauma